O Computador mais poderoso da Apple custará 38 mil reais no Brasil

0

Receba novidades em tempo real diretamente no seu dispositivo, é Grátis !

Ainda nessa quinta-feira (hoje) a Apple começa a vender nos Estados Unidos, um dos seus computadores mais poderoso já produzido até agora: O iMac Pro. E apesar do Brasil ainda não ter recebido uma data oficial para a sua chegada, ao menos o seu preço oficial já foi divulgado, então preparemos o bolso.

Ao acessar o site da Apple nos deparamos com o valor de R$ 37.999,00. no iMac Pro básico. É simplesmente um dos preços mais alto já lançado pela empresa aqui no Brasil, superando até mesmo os R$ 30.000 do Mac Pro. Sendo que o preço atual vale apenas para as configurações básicas, pois o valor pode subir de acordo com a personalização do usuário. Que por sinal ainda não está disponível até o momento.

Na versão básica temos o processador Intel Xeon Octa-core de 3,2 GHz com boost de 3,2 GHz com boost de até 4,2 GHz, 32 GB de memória ECC de 2666 MHZ e SSD de 1 TB.

O iMac Pro possui uma tela de resolução retina 5K (5120 x 2880) de 27 polegadas, equipado com uma placa de vídeo Radeon Pro Vega 56 AMD e de 8 GB de memória. Ele também acompanha teclado, mouse, cabo de alimentação e o cabo Lightning para USB.

Entre as opções do iMac Pro temos a disposição maquinas com processador de 10 ou 18 núcleos de 64 gb ou 18 gb de memória, além de 2 TB ou 4 TB de SSD e placa de vídeo Radeon Pro Vega de 64 ou 16 GB, opções que superaram os R$ 37.999,00 do modelo básico anunciado.

O valor anunciado lá fora é de US$ 5.000, que se convertido diretamente sem somar impostos ou as taxas que a Apple costuma aplicar em nosso país, o iMac Pro, alcançaria o valor de 16.00,00 reais.

Será que vale a pena investir um valor tão alto em um maquina como essa? Deixe sua opinião logo abaixo nos comentários.

 

Receba novidades em tempo real diretamente no seu dispositivo, é Grátis !

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais