Pulseira tecnológica para ajudar a encontrar crianças na praia

0

Receba novidades em tempo real diretamente no seu dispositivo, é Grátis !

A nova pulseirinha deve chegar primeiro às areias do Guarujá, a partir do dia 25. A ideia é da ONG Anjos do Verão, grupo de voluntários que há seis anos espalhou o “batepalmaço” para localizar crianças que se perdiam na multidão.

a nova estratégia, o grupo instala um código numérico em baixo relevo na pulseira –que pode ser usada por até dois anos– e cadastra no sistema dados da criança, celular e e-mail dos pais e de outros familiares.

Se a criança se perder, quem encontrá-la verá na pulseira instruções para que envie SMS ao grupo ou acione o código na internet, no site www.sosanjos.com.br.

Assim que o código é digitado, familiares cadastrados recebem automaticamente uma mensagem dizendo que a criança foi encontrada.

O sistema permite ainda cadastrar o nome e telefone de quem a encontrou e informar um ponto de referência. Um geolocalizador também avisará aos pais de onde o código foi acionado.

Segundo o coordenador da Anjos do Verão, Rui Silva, a ideia é instituir uma nova forma de identificação, sem correr o risco de expor dados da criança e da família.

Só no auge deste verão, de 21 de dezembro a 10 de janeiro, o litoral paulista já soma 323 casos de crianças perdidas, segundo o Corpo de Bombeiros — o que representa um avanço de 41% em relação à temporada passada e de 201% ante a de 2010/2011.

Com informações da Folha.com

Receba novidades em tempo real diretamente no seu dispositivo, é Grátis !

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais