Oficial : Apple se manifesta sobre malware Flashback

0

Receba novidades em tempo real diretamente no seu dispositivo, é Grátis !

Vírus FlashBack infectou 2,3 mil computadores com Mac OS X no Brasil

Especialistas em segurança afirmam que o fato de que 1% dos computadores Mac ter sido vítima do botnet Flashback não é nada se comparado com o fato de que a Apple ainda trabalha em uma correção para o problema.

No boletim de segurança “Sobre o malware Flashback” lançado esta semana, a Apple disse que se defende da ameaça de duas maneiras. “Estamos desenvolvendo um software que irá detectar e remover o malware Flashback. Além da vulnerabilidade Java, a ameaça se apoia em servidores para realizar muitas de suas funções críticas. A Apple trabalha com provedores de internet em todo o mundo para desativar este comando de controle de rede.”

A Apple costuma minimizar os os problemas de segurança que afetam o MacOS X, detalhando-os apenas nas notas de lançamento para atualizações do sistema operacional. Exceções, tais como surto do ano passado, envolvendo um software de segurança falso conhecido como MacDefender, são raras. Nesse caso, a empresa ofereceu orientação detalhada para evitar o malware e reconheceu que era difícil a codificação de ferramentas de bloqueio no Apple OS X.

Uma das possibilidades de esse ataque ter sido incluído nessas exceções é a dimensão do número dos computadores infectados. A Kaspersky Lab afirmou que na semana passada haviam 670 mil máquinas infectadas. Apesar de esse número ter caído para pouco mais de 237 mil, a companhia observou que o botnet continua ativo.

“A diminuição no número de vítimas não significa que a botnet está rapidamente encolhendo. As estatísticas representam o número de bots ativos ligados ao Flashback durante os últimos dias. Não é o equivalente ao número exato de máquinas infectadas”, explicou a empresa.

Além disso, a campanha contra a infecção dessa ameaça parece ser pessoal: 274 Macs infectados foram em Cupertino.

Como resposta, a Apple na semana passada, lançou uma atualização para o Mac OS X 10.6 e 10.7 a fim de corrigir o bug no software Java, da Oracle. (o Mac OS X verifica automaticamente as atualizações semanais, mas os usuários podem acionar a atualização executando a Atualização de Software).

Usuários de sistemas operacionais mais antigos, entretanto, ainda estão à espera de uma correção permanente. A Apple disse que até que isso aconteça, eles podem desabilitar o Java, mas será que é realmente viável? “Sugestões como essa são inúteis e improváveis para o usuário médio”, disse Adrian Sanabria, engenheiro de segurança na empresa Sword & Security Shield.

Outra opção é mirar direto no malware usando as ferramentas de detecção e remoção do Flashback lançadas pela empresa de antivírus russa Dr. Web. A Kaspersky Lab também lançou sua própria detecção além de sua ferramenta de remoção.

O trojan, descoberto pela empresa de segurança russa Dr. Web é capaz de assumir computadores explorando vulnerabilidades no Java.

Fonte : Itweb

 

Receba novidades em tempo real diretamente no seu dispositivo, é Grátis !

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais